A posição de liderança da Shell Brasil não é de hoje. Em agosto de 2003, a Shell tornou-se a primeira operadora internacional a produzir petróleo em escala comercial no Brasil, nos campos de Bijupirá e Salema, no litoral do Rio de Janeiro, após a abertura do mercado nacional.

A Shell também foi a primeira companhia internacional do setor a desenvolver um projeto no país desde a fase de exploração até o primeiro óleo. Este projeto – chamado de Parque das Conchas, produz os campos de Argonauta, Ostra e Abalone na costa do Espírito Santo e iniciou sua produção em julho de 2009.

A empresa deu mais um importante passo no setor de Exploração e Produção brasileiro ao integrar o consórcio de Libra em 2013, operado pela Petrobras, na primeira rodada de concessões no regime de Partilha da ANP. Outro marco significante na história de crescimento da Shell no Brasil foi a aquisição global do BG Group, que contava com um grande portifólio não-operado no pré-sal da bacia de Santos, incluindo os campos de Tupi, Iracema, Sapinhoá, Berbigão, Sururu e Atapu, operados pela Petrobras e Lapa, operado pela TotalEnergies.

Adicionalmente, a Shell é parceira em 31 contratos de exploração localizados nas bacias de Campos, Santos, Potiguar e Barreirinhas, sendo operadora de 25 destes blocos.

Conheça nossos projetos

Exploração

Conheça o portifólio exploratório da Shell Brasil

Produção

Conheça os ativos operados pela Shell e parceiros