Rio de Janeiro

1º semestre

  • Autor
    Mariana Lima por "Cérebro Coração"
    Cecilia Ripoll por "Rose"
  • Direção
    Rodrigo Portella por "Insetos"
    Cristina Fagundes por "A vida ao lado"
  • Ator
    Ricardo Blat por "No meio do nada"
    Leandro Santanna por "Lima entre nós"
  • Atriz
    Amanda Acosta por "Bibi - uma vida em musical"
    Mariana Lima por "Cérebro Coração"
    Gisele Fróes por "O imortal"
  • Cenário
    Beli Araújo e César Augusto por "Insetos"
    Dina Salem Levy por "Cérebro Coração"
  • Figurino
    Ney Madeira e Dani Vidal por "Bibi - uma vida em musical"
    Eduardo Giacomini por "Nuon"
  • Iluminação
    Beto Bruel e Rodrigo Ziolkowski por “Nuon”
    Beto Bruel por "Cérebro Coração"
  • Música
    Tato Taborda por "Utopia D"
    Felipe Storino por "Vim assim que soube"
  • Inovação
    Espetáculo Sblood pela experiência imersiva e interdisciplinar que, através de uma instalação, permite que o espectador entre em um jogo dramatúrgico e sensorial.
    Coletivo 2ª Black por criar um espaço de encontro, pesquisa, troca de saberes e apresentações de experiências cênicas de artistas negros.

São Paulo

1º semestre

  • Autor
    Leonardo Cortes por "Pousada Refúgio"
    Rodolfo García Vazquez e Ivam Cabral por "O incrível mundo dos baldios"
  • Direção
    Gustavo Paso por "Hollywood"
    Hugo Possolo por "O Rei da Vela"
  • Ator
    Gilberto Gawronsky por "A ira de Narciso"
    Matheus Nachtergaele por "Molière"
  • Atriz
    Bete Coelho por "O terceiro sinal"
    Regina Duarte por "O leão no inverno"
  • Cenário
    Bruno Anselmo por "1984"
    Cassio Brasil por "Quero morrer com meu próprio veneno"
  • Figurino
    Jorge Farjalla e Ana Castilho por "Senhora dos afogados"
    Ulysses Cruz e elenco por "O leão no inverno"
  • Música
    Fernanda Maia por "O Rei da Vela"
    John Boudler, Gilberto Rodrigues e Nelton Essi por "O leão no inverno"
  • Iluminação
    Paula Hemsi por "O inevitável tempo das coisas"
    Wagner Freire por "O Rio"
  • Inovação
    Cia Hiato por seus 10 anos de trajetória artística no Brasil e no exterior e pela realização do espetáculo "Odisséia".
    Cia Paideia de teatro pela relevância de seu trabalho na formação de plateia com intercâmbios nacionais e internacionais.

Jurados

Rio de Janeiro:

  • Ana Achcar (atriz, professora e pesquisadora teatral)
  • Ana Luisa Lima (professora, produtora e gestora cultural)
  • Bia Junqueira (cenógrafa, curadora e diretora de arte)
  • Moacir Chaves (diretor de teatro)
  • Patrick Pessoa (dramaturgo e crítico teatral)

São Paulo:

  • Evaristo Martins de Azevedo (crítico de arte)
  • Lucia Camargo (jornalista e curadora)
  • Luiz Amorim (ator, diretor e gestor em produção cultural)
  • Maria Luisa Barsanelli (jornalista)
  • Renata Melo (diretora de teatro e dança e coreógrafa)

MAIS SOBRE O PRÊMIO SHELL DE TEATRO

Sobre a premiação

O Prêmio Shell de Teatro é uma das mais tradicionais premiações da cena teatral brasileira. Veja indicados, vencedores e jurados.

Categorias

Veja o regulamento completo do Prêmio Shell de Teatro, a mais tradicional premiação do teatro brasileiro.

MAIS SOBRE SUSTENTABILIDADE

Nossa abordagem

Contribuir com o desenvolvimento sustentável significa ajudar a atender à crescente demanda global de energia de maneira econômica, social e ambientalmente responsável.