A crescente demanda por energia em todo o mundo, aliada à necessidade de redução de custos, dentre outros aspectos como os ligados à transição da matriz energética, está levando o Mercado Livre de Energia no Brasil a ganhar cada vez mais protagonismo no cenário de oferta e consumo deste insumo tão importante para a humanidade.

De acordo com a Associação Brasileira de Comercializadores de Energia (Abraceel), 80% da energia consumida pelas indústrias do País é adquirida no Mercado Livre de Energia. De uma forma em geral, especialistas atestam que o custo de energia nesta modalidade chega a ser cerca de 30% mais baixo em relação ao mercado cativo, uma economia que pode gerar uma vantagem competitiva para quem muda seu regime de contratação.

A migração é uma tendência, pois permitirá ao consumidor escolher o seu fornecedor de energia e usar a modalidade para cumprir suas estratégias de descarbonização, já que o mercado livre permite gerar e/ou usar energia de fontes mais limpas, como solar e eólica.

Vantagens de participar do Mercado Livre de Energia

  • Ícone de um cifrão

    Preços competitivos

  • Ícone de uma mão aberta com uma moeda em cima.

    Redução de Custos

  • Ícone de um painel solar com sol ao fundo.

    Energia mais limpa e/ou renovável

  • Ícone da fórmula de dióxido de carbono envolto em uma nuvem

    Contribui para a descarbonização

  • Ícone de uma tela de computador com gráfico em barra e o símbolo de um cifrão em cima

    Previsibilidade de orçamento

  • Ícone de duas mãos se cumprimentando

    Poder de escolha

Mercado Livre e Autoprodução

Se por um lado o ambiente do mercado livre de energia apresenta alguns entraves, como um processo complexo de migração e consumo mínimo exigido - hoje, a carga mínima para entrar no mercado livre é de 0,5 megawatts – por outro, apresenta algumas vantagens, como a possibilidade de encorajar a autoprodução, onde o consumidor pode investir na geração da sua própria energia para suprir, parcial ou totalmente, suas necessidades energéticas.

Como exemplo dessa tendência, temos o acordo entre a Shell e a Gerdau para formar uma futura joint venture - nesta modalidade, chamada de autoprodução por equiparação, ambas companhias se beneficiam das vantagens de gerar sua própria energia.

Para algumas empresas, poder dizer que através da sua compra de energia viabilizou um novo parque solar, isso tem muito valor. Não só para as empresas de energia esse mercado livre é fundamental, mas também para os próprios consumidores ele é importante para atingir seus objetivos.

Guilherme Perdigão, Diretor de Renováveis e Soluções de Energia da Shell

Seja qual for a necessidade por demanda de energia e o perfil de consumidor, o Mercado Livre de Energia promete ser essencial na transição da matriz energética mundial, já que tende a incentivar os investimentos em energias mais limpas e/ou renováveis. E se considerarmos um estudo recente da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), no qual aponta existirem cerca de 70 mil unidades consumidoras que já poderiam migrar para o modelo se quisessem, não há dúvidas que esse é um mercado promissor.

Você também pode gostar

Energia Solar

Com investimentos ousados a cada ano para aumentar a capacidade de energias renováveis, a Shell Energy conta com projetos de joint-ventures greenfield com capacidade de geração instalada superior a 2GWdc.

Descarbonização

A crescente demanda por energia também leva à necessidade de reduzir as emissões de carbono em todo o mundo.

Soluções Energéticas

Estamos investindo em uma ampla gama de energias renováveis e soluções de energia inovadoras para ajudar nossos clientes a reduzir sua pegada ambiental.

HTML5 Experiment: Show Content Block image on mobile
HTML5 Experiment: Shell mid blue