Comunidades quilombolas do Norte Fluminense promovem eventos sobre o Dia da Consciência Negra nos dias 19, 26 e 27 de novembro. As atividades incluem apresentações musicais, exibição de documentário, oficinas, exposições, degustações de culinária tradicional quilombola, rodas de conversa, palestras e gincanas educativas. As comunidades são participantes do QUIPEA (Quilombos no Projeto de Educação Ambiental), iniciativa financiada pela Shell Brasil, que é condicionante exigida pelo Ibama no licenciamento ambiental federal das atividades de exploração e produção de petróleo e gás natural na região. Confira a programação completa abaixo:

São Francisco de Itabapoana – Comunidades Deserto Feliz e Barrinha

No dia 19 de novembro, a Comunidade Quilombola de Deserto Feliz realiza o evento “Resistir para existir”, a partir das 10h20. Com o objetivo de falar sobre o mês da consciência negra a partir do resgate da cultura do quilombo, estimulando a comunidade a se empoderar de sua cultura e história, a ação apresenta mais detalhes sobre o QUIPEA e promove rodas de conversa com temas "A importância do mês da consciência negra" e "Como é ser jovem e jongueira?". O dia de atividades também conta com apresentação do Jonguinho Mirim e pratos típicos quilombolas.

No mesmo dia, a partir 10h, a Associação Rural das Mulheres Artesãs e Agricultores Quilombolas de Barrinha realiza o evento “Avanço e resistência territorial para que passamos existir”. Haverá apresentação sobre a atual gestão, seguida de roda de jongo e dança criola, além de um almoço festivo e duas rodas de conversa: “Raízes da comunidade” e “Fortalecimento do território quilombola”. O encontro busca estimular a participação dos mais jovens nas atividades da comunidade e fortalecer as práticas culturais quilombolas, principalmente a partir do jongo e da capoeira.

Campos dos Goytacazes – Comunidades Aleluia, Batatal, Cambucá e Conceição do Imbé

No dia 26, a Associação dos Pequenos Produtores Rurais e Quilombolas de Aleluia, Batatal e Cambucá promove a ação “Reflexão da Consciência Negra: Fomentando a agricultura familiar e suas tradições”, a partir das 9h. Será servido um café quilombola, seguido de exposição de produtos da agricultura familiar, palestras ("Parque Estadual do Desengano e a importação do meio em que vivemos" e "Mês da Consciência Negra") e exibição do vídeo "Apresentação da história que os livros não contam". Os participantes também poderão degustar um almoço quilombo. Além de promover uma reflexão sobre a data, as atividades pretendem valorizar a história da agricultura familiar local vivida pelos ancestrais.

Já a Associação Quilombolas de Conceição do Imbé realiza, no dia 27 de novembro, a partir das 08h30, o evento “Memórias Vivas do Quilombo de Conceição do Imbé”. O evento conta com café da manhã quilombola, exibição do documentário dos griôs "As vozes que o tempo não apagam", roda de conversa, palestra sobre a importância do pertencimento quilombola e reafirmação da identidade negra, gincana com premiação e degustação de comida típica quilombola. O dia de ações resgata memórias e histórias vivenciadas no quilombo, além de promover conhecimento, reflexão e conscientização sobre a história do território e contribuir para a valorização da identidade de pertencimento quilombola.

Quissamã – Quilombo de Machadinha - Comununidade Bacurau

A Associação de Remanescentes de Quilombo de Machadinha - Sítio Bacurau promove, no dia 26 de novembro, a partir das 9h, o evento “Saberes do Meu Quilombo”. O evento serve café quilombola e conta com a roda de conversa "Eu Quilombola", além de uma oficina de biojoias. O objetivo é promover uma reflexão sobre a data e transmitir conhecimentos sobre confecção de biojoias, contribuindo para o empoderamento de outras pessoas do quilombo, principalmente mulheres.

Mais sobre o Dia da Consciência Negra

O dia 20 de novembro de 1995 marcava os 300 anos da morte de Zumbi dos Palmares. As articulações feitas por instituições do Movimento Negro organizaram o I Encontro Nacional das Comunidades Negras Rurais, realizado em Brasília nos dias 17, 18 e 19 de novembro de 1995, juntamente com a Marcha Zumbi dos Palmares, no dia 20 de novembro. A Marcha Zumbi dos Palmares contra o Racismo, pela Cidadania e a Vida era em um ato de protesto contra as condições subumanas em que vivia o povo negro. Até hoje, é citada como o maior movimento reivindicatório feito pelos negros e negras brasileiras em busca de seus direitos e combate ao racismo. Na Shell Brasil, o resgate da cultura e ancestralidade negra é valorizado no Projeto Quipea – Quilombos no Projeto de Educação Ambiental.

Sobre o QUIPEA

O QUIPEA (Quilombos no Projeto de Educação Ambiental) é uma condicionante exigida pelo Ibama no licenciamento ambiental federal das atividades de exploração e produção de petróleo e gás natural na região. A Shell escolheu trabalhar com as comunidades quilombolas presentes na área de influência de suas operações. Seu objetivo é dar visibilidade à identidade quilombola e sua ancestralidade, incentivando a participação comunitária em espaços de decisão sobre a gestão de seus territórios. Cerca de 10 mil famílias são atendidas pelas ações do projeto, que tem uma equipe executora composta por 64% de quilombolas dessas comunidades.

Atualmente, as comunidades que fazem parte do QUIPEA são: Sobara (Araruama – RJ); Maria Romana, Preto Forro, Botafogo e Maria Joaquina (Cabo Frio – RJ); Rasa e Baía Formosa (Armação de Búzios – RJ); Bacurau, Santa Luzia, Machadinha, Mutum e Boa Vista (Quissamã - RJ); Aleluia, Batatal, Cambucá e Conceição do Imbé (Campos dos Goytacazes - RJ); Deserto Feliz e Barrinha (São Francisco de Itabapoana - RJ) ; Boa Esperança e Cacimbinha (Presidente Kennedy - ES); Graúna (Itapemirim – ES), todas certificadas pela Fundação Cultural Palmares.

Serviço

19 de novembro
Evento: Resistir para existir 
Horário: 10h20 às 13h30
Local: Comunidade Quilombola de Deserto Feliz, São Francisco de Itabapoana

19 de novembro
Evento: Avanço e resistência territorial para que passamos existir
Horário: 10h às 17h30
Local: Associação Rural das Mulheres Artesãs e Agricultores Quilombolas de Barrinha, São Francisco de Itabapoana

26 de novembro
Evento: Reflexão da Consciência Negra: Fomentando a agricultura familiar e suas tradições Horário: 9h às 12h30
Local: Associação dos Pequenos Produtores Rurais e Quilombolas de Aleluia, Batatal e Cambucá, Campos dos Goytacazes

26 de novembro
Evento: Saberes do Meu Quilombo
Horário: 9h às 12h
Local: Associação de Remanescentes de Quilombo de Machadinha - Sítio Bacurau, Quissamã

27 de novembro
Evento: Memórias Vivas do Quilombo de Conceição do Imbé
Horário: 8h30 às 13h30
Local: Associação Quilombolas de Conceição do Imbé, Campos dos Goytacazes

OUTROS PRESS RELEASES

Contatos

Aqui você encontra os contatos da Assessoria de Imprensa da Shell Brasil.

Imprensa

Veja nossas últimas notícias e press releases e descubra como você pode entrar em contato com o time de Assessoria de Imprensa da Shell Brasil.