Rio de Janeiro, 27 de setembro de 2018 – O último dia da Rio Oil & Gas 2018 contou com a presença de André Araujo, presidente da Shell Brasil, na sessão “Os desafios da transição energética na ótica das IOCs”. Na ocasião, o executivo ressaltou que a indústria de óleo e gás ajuda a financiar a transição energética e afirmou que cada país deve analisar individualmente como pode contribuir. “O Brasil é um país de oportunidades, especialmente em biocombustíveis. Para atingirmos os objetivos, vamos continuar investindo em inovação e tecnologia. A Shell investe USD 1 bi, globalmente, por ano em Pesquisa & Desenvolvimento. Só no Brasil, em 2017, investimos R$ 170 milhões em P&D”, disse. De acordo com ele, neste cenário, é preciso garantir um mercado competitivo e sustentável.

Dentro deste contexto, o segmento de gás tem papel cada vez mais importante, conforme explicou Guilherme Perdigão Nascimento, gerente executivo de Desenvolvimento de Negócios da Shell Brasil, na palestra “Novo ambiente para contratação da geração térmica a gás”. Ele falou sobre a necessidade de se viabilizar a monetização do combustível no setor elétrico, passo fundamental para a transição energética no Brasil. “A matriz energética brasileira precisa da geração a gás natural para viabilizar o crescimento de renováveis e atender o aumento da demanda de energia elétrica”, completou.

No painel “Tecnologia de gêmeos digitais (Digital Twins) aplicada à indústria de O&G”, a gerente geral da Shell Technology Brazil, Jane Zhang, afirmou que a inovação está presente em diversas áreas da empresa, como em variados sistemas de monitoramento e no robô FlatFish, que faz a inspeção de campos submarinos de petróleo. Segundo ela, a Shell investe sempre em digitalização, com foco em atender os desafios de negócio da companhia e provocar um impacto substancial na indústria por meio da tecnologia.

Shell Talks

No estande da Shell, o tema principal do dia no Shell Talks também foi a transição energética. Camila Brandão, gerente de Projetos em Gás Sustentável da Shell Brasil e Vice-Diretora do RCGI (Centro de Pesquisa para Inovação em Gás), falou sobre “Combustíveis fósseis a serviço da transição energética: a tecnologia na redução das emissões de CO2”. Depois, Monique Gonçalves, gerente de Estratégia e Planejamento da área de Relações com o Governo da empresa, debateu o assunto em apresentação sobre “A transição energética e as mudanças do clima”.

Para mais informações:

Assessoria de Imprensa Shell Brasil

Edelman
Bruna Carvalho
(21) 3590-8409
bruna.carvalho@edelman.com

Outros press releases

Contatos

Aqui você encontra os contatos da Assessoria de Imprensa da Shell Brasil.

Últimos press releases

Veja nossos últimos press releases, acesse nossa bilbioteca de imagens e vídeos e descubra como você pode entrar em contato com o time de Assessoria de Imprensa da Shell Brasil.