Rio de Janeiro, 7 de junho de 2017 – Nesta quarta-feira (7), a Shell deu mais um passo em direção ao seu compromisso de continuar fomentando o desenvolvimento de novas tecnologias no país: assinou um Acordo de Cooperação com o SENAI Nacional para projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação. O objetivo do acordo geral de cooperação com o SENAI é dar um salto quantitativo e qualitativo na colaboração que existe atualmente.

O documento de cooperação foi assinado em cerimônia fechada no escritório da Shell, no Centro do Rio de Janeiro, e teve a presença do presidente da Shell Brasil, André Araujo, do diretor-geral do SENAI Nacional, Rafael Lucchesi, do vice-presidente executivo de IRD (Inovação, Pesquisa e Desenvolvimento, na sigla em inglês), Yuri Sebregts e do vice-presidente de tecnologia em águas profundas, Tom Moroney, além do gerente-executivo de inovação do SENAI Nacional, Marcelo Prim, e do diretor de operações do SENAI Nacional, Gustavo Leal.

“Em sua estratégia de P&D no Brasil, a Shell prioriza o desenvolvimento de projetos no país; por brasileiros, de forma a criar massa crítica em atividades de alto valor agregado; e com aplicações nos desafios tecnológicos do Brasil. Estamos empenhados em contribuir para a solução dos desafios e necessidades do país e tenho certeza que a partir da assinatura do acordo desenvolveremos ainda mais inovações tecnológicas em parceria com o SENAI”, explica André Araujo.

O executivo comentou ainda os motivos que levaram a Shell a estabelecer a parceria com o SENAI. “A escolha da instituição como nossa parceira foi pautada no destacado trabalho em Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação, especialmente com a criação dos Institutos SENAI de Inovação e de Tecnologia, e pelos belos resultados em projetos na área de robótica, desenvolvidos pela instituição”, completa André.

O relacionamento do SENAI com a Shell, em projetos de desenvolvimento, pesquisa e inovação, se desenvolveu através do Instituto SENAI de Inovação em Automação, localizado no SENAI CIMATEC, na Bahia, em parceria com a EMBRAPII. O objetivo desta nova parceria é expandir esse relacionamento com toda a rede nacional de Institutos SENAI de Inovação, que foi concebida para atender a demandas complexas da indústria nacional.

“Além de infraestrutura e equipamentos de última geração, o SENAI desenvolveu, nestes últimos anos, capital intelectual. São mais de 500 colaboradores em 21 institutos já operacionais, de um total de 25 previstos até 2018. Estamos muito honrados e compromissados com a Shell para cumprir com a nossa missão, que é apoiar a indústria nacional a se tornar mais competitiva por meio da inovação”, destaca Lucchesi.

Abrangência nacional

A parceria com o SENAI Nacional também será um agente facilitador para a Shell, permitindo a presença da empresa em qualquer estado do país, uma vez que a instituição está em todo o Brasil.

“Neste primeiro momento, priorizaremos os desenvolvimentos em parceria com as unidades mais maduras tecnicamente e em gestão de P, D & I, mas não descartaremos nenhuma possibilidade de participação em projetos que nos pareçam interessantes”, afirma Sebregts.

No ritmo da inovação

A Shell já trabalha em parceria com dezenas de instituições brasileiras, e aposta no sucesso da combinação entre sua tradição em tecnologia e a busca por novos talentos. Os projetos são executados em conjunto pelos pesquisadores das instituições e técnicos da Shell, que contribuem com seus conhecimentos de operação em campo e em pesquisa aplicada.

O próprio SENAI é parceiro em um projeto que acabou de finalizar a fase II com sucesso absoluto, o FlatFish, desenvolvido pelo SENAI CIMATEC. Trata-se de um veículo autônomo submarino (AUV, na sigla em inglês) que fica residente em uma estação submarina para inspeções de infraestrutura e tem como objetivo reduzir os custos das inspeções em cerca de 50%. Os testes começaram em agosto de 2016, em Salvador, na Bahia.

Também do SENAI CIMATEC, vem outro projeto que promete resultados promissores: o Supercomputador, no qual estão em desenvolvimento pesquisas em Computação de Alto Desempenho (HPC, na sigla em inglês) e em FWI (Full Waveform Inversion), uma nova tecnologia para imageamento sísmico, que permitirá um significativo avanço qualitativo nas imagens de bacias e reservatórios de petróleo e gás.

Sobre o SENAI

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) é um dos cinco maiores complexos de educação profissional do mundo e o maior da América Latina. Seus cursos formam profissionais para 28 áreas da indústria brasileira, desde a iniciação profissional até a graduação e pós-graduação tecnológica.

O SENAI também estimula a inovação da indústria por meio de consultoria e incentivo às ações das empresas com o desenvolvimento de pesquisa aplicada e serviços técnicos e tecnológicos.

Para mais informações:

Assessoria de Imprensa Shell Brasil

Edelman Significa

Camila Chaves

camila.chaves@edelmansignifica.com

(21) 3590-8409

Mais informações sobre Imprensa

Contatos

Aqui você encontra os contatos da Assessoria de Imprensa da Shell Brasil.

Últimos press releases

Veja nossos últimos press releases, acesse nossa bilbioteca de imagens e vídeos e descubra como você pode entrar em contato com o time de Assessoria de Imprensa da Shell Brasil.

Você também pode gostar

Shell Eco-marathon

A Shell Eco-marathon é uma competição de fomento à pesquisa energética que desafia estudantes universitários e do ensino médio a projetar e construir protótipos que percorram a maior distância com a menor quantidade de energia.

Follow us

Keep up to date with developments at Shell via email alerts, Twitter and our Investor and Media app.