Rio de Janeiro, 03 de julho de 2017 – A Shell divulgou nesta segunda-feira a seleção dos escolhidos pelo júri do Prêmio Shell de Teatro do Rio de Janeiro. Na lista do primeiro semestre chama a atenção o espetáculo “Tom na Fazenda”, que recebeu cinco indicações em quatro categorias: “Direção”, “Cenário”, “Música” e “Ator”(dois atores da peça estão concorrendo ao prêmio). A obra é baseada em um texto do autor canadense Michel Marc Bouchard, que já foi encenada em várias partes do mundo e, inclusive, ganhou uma versão para o cinema. O espetáculo fala sobre amor, sexualidade e preconceito de forma bastante marcante. 

Já o musical “Josephine Baker, a Vênus Negra”, concorre em três categorias: “Autor”, “Atriz” e “Figurino”. O espetáculo conta a história da cantora e dançarina norte-americana que dá nome à obra interpretada pela atriz Aline Deluna. Completam a lista outros sete espetáculos/companhias.

O júri do Rio de Janeiro é formado por  Ana Achcar, Ana Luisa Lima, Bia Junqueira, Macksen Luiz e Moacir Chaves.

Confira abaixo a lista completa de indicados do primeiro semestre ao 30º Prêmio Shell de Teatro do Rio de Janeiro. Em dezembro serão anunciados os indicados do segundo semestre que fecham a relação dos melhores de 2017.

Autor:

Diego Marcia Zanelatto por “Ela”

Walter Daguerre por “Josephine Baker, a Vênus Negra”

Direção:

Eric Lenate por “Love Love Love”

Rodrigo Portella por “Tom na Fazenda”

Ator:

Armando Babaioff por “Tom na Fazenda”

Gustavo Vaz por “Tom na Fazenda”

Atriz:

Aline Deluna por “Josephine Baker, a Vênus Negra”

Yara de Novaes por “Love Love Love”

Cenário:

Aurora dos Campos por “Tom na Fazenda”

Mina Quental por “Mata teu pai”

Figurino:

Beth Filipecki por “Ivanov”

Marcelo Marques por “Josephine Baker, a Vênus Negra”

Iluminação:

Aurélio de Simoni por “Ubu Rei”

Nadja Naira e Ana Luzia de Simoni por “Mata teu pai”

Música:

Marcello H, por “Tom na Fazenda”

Ricco Viana por “Janis”

Inovação:

“Que legado” pela ocupação cultural que propõe o diálogo entre profissionais de atuações e geografias diversas no Rio de Janeiro

A premiação

O vitorioso de cada categoria receberá uma escultura em metal do artista plástico Domenico Calabroni com a forma de uma concha dourada, inspirada no logotipo da Shell, e uma premiação individual de R$ 8 mil (oito mil reais). 

Criado em 1988, o Prêmio Shell de Teatro é ponto de referência nos palcos brasileiros. É oferecido aos maiores destaques do ano, no Rio de Janeiro e em São Paulo separadamente, em nove categorias — Autor, Diretor, Ator, Atriz, Cenografia, Iluminação, Música, Figurino e Inovação.

Para mais informações sobre a Shell:

Edelman Significa:

Camila Chaves
camila.chaves@edelmansignifica.com
(21) 3590-8409

Mais informações sobre Imprensa

Contatos

Aqui você encontra os contatos da Assessoria de Imprensa da Shell Brasil.

Últimos press releases

Veja nossos últimos press releases, acesse nossa bilbioteca de imagens e vídeos e descubra como você pode entrar em contato com o time de Assessoria de Imprensa da Shell Brasil.

Você também pode gostar

Shell Eco-marathon

A Shell Eco-marathon é uma competição de fomento à pesquisa energética que desafia estudantes universitários e do ensino médio a projetar e construir protótipos que percorram a maior distância com a menor quantidade de energia.

Follow us

Keep up to date with developments at Shell via email alerts, Twitter and our Investor and Media app.