A China é um país diverso,  com inúmeras culturas, muitos climas, níveis de renda e diferentes gastronomias. Algo comum a 45% do país, no entanto, é a dependência de combustíveis sólidos e potencialmente danosos usados para aquecimento e alimentação, e a tecnologia básica necessária para a queima deles. A Shell está colaborando com a Global Alliance for Clean Cookstoves (em português, Aliança Global para Fogões Limpos) para ajudar a mudar esta situação, usando novas tecnologias e modelos de negócios inovadores.

Através de parcerias com 1.800 parceiros públicos e privados, a Global Alliance for Clean Cookstoves está tentando abordar o problema global de fogões sujos e ineficientes. A Shell é o maior parceiro privado envolvido no projeto e, desde 2010, já contribuiu com US$ 13 milhões para a causa.

Os efeitos da poluição em ambientes fechados na China são extensos. Os combustíveis que emitem fumaça impactam a saúde de mais de 600 milhões de pessoas no país todo, levando a mais de 600 mil mortes por ano.

Ao promover novas tecnologias e modelos de negócio em sete projetos financiados pela Shell, a Alliance está ajudando a resolver esse problema. Estes projetos lançaram fogões inovadores que usam a eletricidade para sugar o ar e queimar os combustíveis completamente, operando de forma mais eficaz e reduzindo as partículas de fumaça nocivas.

Um destes novos produtos é um fogão alimentado por eletricidade gerada a partir da biomassa. O produto foi projetado de forma a ser embutido, como comumente usado pelas famílias chinesas tradicionais. Ou seja, as pessoas podem continuar com seus hábitos culinários, o que, certamente, vai estimular um maior nível de aceitação.

Além de introduzir essa nova tecnologia, estes projetos iniciais estão testando seu uso e também os diferentes modelos de negócio e as  estratégias de marketing, para estabelecer um fogão saudável e sustentável e abrir o mercado para a biomassa no país.

Inicialmente, os projetos previam ajudar 1.828 famílias, mas mais de 210 mil foram beneficiadas, devido ao apoio adicional do governo local. No futuro, o objetivo é aumentar ainda mais esse número.

Combinando os esforços de seus parceiros, a Alliance pretende levar 100 milhões de fogões limpos para casas em todo o mundo até 2020, enquanto o Ministério da Agricultura chinês espera ter 40 milhões de fogões limpos em todo o país.

Futuros projetos buscarão desenvolver a tecnologia e aumentar essa distribuição, ajudando mais famílias a desfrutarem juntas das refeições em ambientes quentes e seguros.

Descubra novas ideias brilhantes

Iluminando vidas com a gravidade

Para 80% da população do Quênia que vive sem acesso à eletricidade, uma solução para iluminação inovadora está oferecendo um futuro mais brilhante.

Mais Sobre Iniciativas Do Make The Future

Mostre seu apoio

Você pode mostrar o seu apoio ao #makethefuture. Ao assinar o nosso compromisso, você estará apoiando as colaborações com os empreendedores de energia descritos abaixo.