Com o objetivo de fomentar e disseminar o interesse por práticas científicas dentro das escolas, o nosso Prêmio de Educação Científica valoriza e reconhece trabalhos de professores que transformem a forma de aprendizagem nas áreas de Ciências e Matemática.

Desenvolvido por nós da Shell em parceria com a Secretaria de Estado de Educação do Rio de Janeiro e com o Conselho Britânico, a premiação é voltada a professores das redes públicas municipal e estadual do Rio do Ensino Fundamental II e do Ensino Médio. Podem participar docentes nas disciplinas Ciências e Matemática (no Ensino Fundamental II) e Biologia, Física, Química e Matemática (no Ensino Médio) que tenham desenvolvido alguma metodologia inovadora para atrair a atenção dos alunos.

Por meio do projeto, nós agraciamos, anualmente, seis professores com prêmios em dinheiro e uma viagem educacional para Londres, com as despesas pagas e com o acompanhamento de um tradutor. Durante a estada na Inglaterra, os docentes vencedores terão uma imersão ao mundo das Ciências, com atividades interativas, palestras e visitas a museus.

3ª edição do Prêmio de Educação Científica: recorde de inscrições

Este ano, quando realizamos a 3ª edição do Prêmio de Educação Científica, tivemos um recorde de inscrições desde o início da premiação, com a participação de 107 professores do Ensino Fundamental II e Ensino Médio. Docentes de 33 municípios do Estado do Rio de Janeiro concorreram com seus projetos inovadores.

Vencedores

Os ganhadores foram conhecidos no último dia 15 de dezembro de 2016, em uma cerimônia que realizamos no Museu do Amanhã.

Ensino Médio:

  • 1º lugar: professor Saulo Paschoaletto de Andrade, do CIEP 456 Marco Polo, de Três Rios. Venceu com o projeto “O que há em comum entre as pilhas, celulares, tablets e produtos de limpeza? Eletroquímica, a Química do Cotidiano”.
  • 2º lugar: professor Hercilio Pereira Cordova, do Colégio Estadual Professor José de Souza Marques, de Brás de Pina. Venceu com o projeto “Estudo das condições térmicas da sala de aula”.
  • 3º lugar: professor Sebastião Luis de Oliveira, do CIEP 493 Professora Antonieta Salinas de Castro, de Barra Mansa. Venceu com o projeto “Utilizando funções na economia de energia elétrica”.

Ensino Fundamental II

  • 1º lugar: professora Inês Maria Mauad, da Escola Municipal Minas Gerais, do Rio de Janeiro. Venceu com o projeto “Combate às 3 DS (Dengue, Zika e Chikungunya) e seus vilões!”
  • 2º lugar: professora Daniele da Costa Marcal Oleinik, do CIEP 487 Oswaldo Luiz Gomes, de Porto Real. Venceu com o projeto “Os fungos: a presença no ambiente e seu uso na cozinha através da fermentação”.
  • 3º lugar: Marcos Paulo Henrique, do Colégio Estadual Alfredo Pujol, de Rio Claro. Venceu com o projeto “Do bolso para as mãos: o Smartphone como uma nova alternativa na aula de Matemática”.

MAIS SOBRE SUSTENTABILIDADE

Prêmio Shell de Teatro

Criado em 1988, o Prêmio Shell de Teatro tornou-se uma das mais tradicionais premiações da cena teatral brasileira.

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR

QUIPEA

Um projeto para fortalecer os laços, a identidade de resistência e a participação de comunidades quilombolas nas decisões sobre o seu território.