Rio de Janeiro, 03 de julho de 2017 – A Shell divulgou nesta segunda-feira a seleção dos escolhidos pelo júri do Prêmio Shell de Teatro do Rio de Janeiro. Na lista do primeiro semestre chama a atenção o espetáculo “Tom na Fazenda”, que recebeu cinco indicações em quatro categorias: “Direção”, “Cenário”, “Música” e “Ator”(dois atores da peça estão concorrendo ao prêmio). A obra é baseada em um texto do autor canadense Michel Marc Bouchard, que já foi encenada em várias partes do mundo e, inclusive, ganhou uma versão para o cinema. O espetáculo fala sobre amor, sexualidade e preconceito de forma bastante marcante. 

Já o musical “Josephine Baker, a Vênus Negra”, concorre em três categorias: “Autor”, “Atriz” e “Figurino”. O espetáculo conta a história da cantora e dançarina norte-americana que dá nome à obra interpretada pela atriz Aline Deluna. Completam a lista outros sete espetáculos/companhias.

O júri do Rio de Janeiro é formado por  Ana Achcar, Ana Luisa Lima, Bia Junqueira, Macksen Luiz e Moacir Chaves.

Confira abaixo a lista completa de indicados do primeiro semestre ao 30º Prêmio Shell de Teatro do Rio de Janeiro. Em dezembro serão anunciados os indicados do segundo semestre que fecham a relação dos melhores de 2017.

Autor:

Diego Marcia Zanelatto por “Ela”

Walter Daguerre por “Josephine Baker, a Vênus Negra”

Direção:

Eric Lenate por “Love Love Love”

Rodrigo Portella por “Tom na Fazenda”

Ator:

Armando Babaioff por “Tom na Fazenda”

Gustavo Vaz por “Tom na Fazenda”

Atriz:

Aline Deluna por “Josephine Baker, a Vênus Negra”

Yara de Novaes por “Love Love Love”

Cenário:

Aurora dos Campos por “Tom na Fazenda”

Mina Quental por “Mata teu pai”

Figurino:

Beth Filipecki por “Ivanov”

Marcelo Marques por “Josephine Baker, a Vênus Negra”

Iluminação:

Aurélio de Simoni por “Ubu Rei”

Nadja Naira e Ana Luzia de Simoni por “Mata teu pai”

Música:

Marcello H, por “Tom na Fazenda”

Ricco Viana por “Janis”

Inovação:

“Que legado” pela ocupação cultural que propõe o diálogo entre profissionais de atuações e geografias diversas no Rio de Janeiro

A premiação

O vitorioso de cada categoria receberá uma escultura em metal do artista plástico Domenico Calabroni com a forma de uma concha dourada, inspirada no logotipo da Shell, e uma premiação individual de R$ 8 mil (oito mil reais). 

Criado em 1988, o Prêmio Shell de Teatro é ponto de referência nos palcos brasileiros. É oferecido aos maiores destaques do ano, no Rio de Janeiro e em São Paulo separadamente, em nove categorias — Autor, Diretor, Ator, Atriz, Cenografia, Iluminação, Música, Figurino e Inovação.

Para mais informações sobre a Shell:

Edelman Significa:

Camila Chaves
camila.chaves@edelmansignifica.com
(21) 3590-8409

press releases 2017

Contatos

Aqui você encontra os contatos da Assessoria de Imprensa da Shell Brasil.

Últimos press releases

Veja nossos últimos press releases, acesse nossa bilbioteca de imagens e vídeos e descubra como você pode entrar em contato com o time de Assessoria de Imprensa da Shell Brasil.

Você também pode gostar

Shell Eco-marathon

A Shell Eco-marathon é uma competição de fomento à pesquisa energética que desafia estudantes universitários e do ensino médio a projetar e construir protótipos que percorram a maior distância com a menor quantidade de energia.

Follow us

Keep up to date with developments at Shell via email alerts, Twitter and our Investor and Media app.