Rio de Janeiro – “Se a educação sozinha não transforma a sociedade, sem ela tampouco a sociedade muda”, assim dizia Paulo Freire, Patrono da Educação Brasileira. Foi com esse espírito que a Shell anunciou nesta quinta-feira, 15, os professores vencedores do Prêmio de Educação Científica de 2016.

Na noite em que os professores foram as grandes estrelas, o palco escolhido para a premiação, o Museu do Amanhã, também representa o significado do que o prêmio quer passar: a preocupação com o futuro do país.

A professora de Ciências Inês Maria Mauad foi a primeira colocada na categoria Ensino Fundamental II. O projeto desenvolvido com os alunos da Escola Municipal Minas Gerais, na capital fluminense, gerou uma ampla pesquisa sobre o mosquito transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya. Já o prêmio para o Ensino Médio foi para o professor de Química Saulo Paschoaletto de Andrade, do CIEP 456 Marco Polo, em Três Rios. Ele desenvolveu um projeto em sala de aula que mostra as semelhanças entre pilhas, celulares, tablets e produtos de limpeza, ensinando como a química pode ser aplicada no cotidiano dos alunos.

Um prêmio para quem faz

O Prêmio de Educação Científica foi pensado e desenvolvido para reconhecer, valorizar e estimular o trabalho de professores nas áreas das Ciências e Matemática, disseminar iniciativas inovadoras e despertar o interesse dos alunos em práticas científicas.

Esta será a primeira edição da Shell à frente do prêmio, que veio como legado da BG, após a aquisição concluída este ano. A decisão de dar continuidade à premiação dialoga com a cultura da Shell, que globalmente apoia fortemente ações relacionadas à educação científica.

“Para a Shell, investir em educação, especialmente voltada à ciência e inovação, significa investir no futuro e por isso temos muito orgulho em prestigiar e valorizar quem está trabalhando para que as novas gerações tenham melhores oportunidades”, afirmou André Araujo, presidente da Shell Brasil, durante a cerimônia.

Este ano, o número de inscrições bateu o recorde das três edições da premiação: 107 professores do Ensino Fundamental II e do Ensino Médio de 33 municípios do Estado do Rio de Janeiro concorreram nas duas categorias.

“Em um momento em que o sistema educacional do país está passando por grandes transformações, este prêmio visa reforçar a importância de professores que têm a capacidade de inspirar seus alunos e ajudar a formar cidadãos questionadores e formadores de opinião”, completou André.

Em janeiro, os três mais bem colocados em cada uma das categorias ganharão como prêmio uma viagem pedagógica para Londres, além de bônus em dinheiro no valor de R$ 5 mil, R$ 4 mil e R$ 3 mil, respectivamente. Os professores vencedores ainda levam para suas escolas uma TV e um projetor Data Show. 

Confira a lista dos professores premiados:

Ensino Fundamental II:

1º colocado: Inês Maria Mauad – Ciências - Escola Municipal Minas Gerais

2º colocado: Daniele da Costa Marcal Oleinik – Ciências - Ciep 487 Oswaldo Luiz Gomes

3º colocado: Marcos Paulo Henrique – Matemática - Colégio Estadual Alfredo Pujol

Ensino Médio:

1º colocado: Saulo Paschoaletto de Andrade – Química - CIEP 456 Marco Polo

2º colocado: Hercilio Pereira Cordova – Física – Colégio Estadual Professor José de Souza Marques

3º colocado: Sebastião Luis de Oliveira – Matemática – CIEP 493 - Professora Antonieta Salinas de Castro

Outros press releases

Contatos

Aqui você encontra os contatos da Assessoria de Imprensa da Shell Brasil.

Imprensa

Veja nossas últimas notícias e press releases e descubra como você pode entrar em contato com o time de Assessoria de Imprensa da Shell Brasil.

Você também pode gostar

Investors

Keep up to date with our share price, quarterly results and upcoming events.

Follow us

Keep up to date with developments at Shell via email alerts, Twitter and our Investor and Media app.