Rio de Janeiro, 13 de Agosto de 2014 – A cooperação entre os diferentes setores da sociedade e a urgente necessidade de mudança nas discussões sobre recursos naturais foram os principais pontos do evento Impulsionando o Progresso Juntos, promovido pela Shell nesta quarta-feira, 13 de agosto, no Rio de Janeiro. O evento discutiu o nexo de interdependência entre alimentos, água e energia no contexto brasileiro, através do debate entre especialistas do setor privado, ONGs, representantes governamentais e acadêmicos.

“O mundo deverá crescer entre 30% e 40%, e para sustentar este crescimento é preciso discutir com profundidade os temas de energia, água e alimentos”, lembrou o presidente da Shell Brasil, André Araujo, na abertura do evento, garantindo que a companhia não foge do assunto sustentabilidade: “Temos investido de forma constante neste aspecto”, ressaltou, citando a unidade de produção da Shell em Dawson Creek, Canadá, que trata toda a água usada em seus processos, redistribuindo-a com segurança para a comunidade local.

Cada um dos três temas foi discutido em mesas exclusivas, compostas por especialistas de cada setor. A questão energética foi debatida sob a visão de que a diversificada matriz brasileira – na qual se destaca a energia hídrica – pode ser mais bem aproveitada. A menor dependência dos recursos hídricos, a diversificação de fontes energéticas e um diálogo mais aprofundado entre sociedade e os setores público e privado também foram soluções apontadas pelo grupo.

No painel “Água: o grande desafio do século XXI?”, comentou-se a privilegiada situação do Brasil, que conta com grande parte da água doce do mundo.  A interligação com países vizinhos também ficou evidenciada, uma vez que boa parte das águas brasileiras não nasce no país. A cooperação entre as diferentes nações é, portanto, essencial para a manutenção dos recursos hídricos existentes. Outras medidas urgentes são o saneamento básico universal, a redução do desperdício e a diminuição da dependência do regime de chuvas, com o uso de reservatórios de água ou de águas subterrâneas, por exemplo.

O envolvimento de toda a sociedade em torno da questão da água também foi lembrado através do conceito de “pegada hídrica” para bens de consumo.

No painel “O futuro dos alimentos: como suprir a crescente população de forma responsável” falou-se sobre o desperdício de cerca de 30% dos alimentos produzidos no planeta. No cenário brasileiro, a tecnologia foi apontada como caminho para incrementar e transformar o processo produtivo. Foram citadas inovações como agricultura urbana - que amenizaria gargalos como falhas de logística e poderia reduzir o desperdício de alimentos graças à maior proximidade do consumidor final - e a manipulação genética, que poderia reduzir o uso de água pela agricultura, que atualmente responde por 70% do consumo do recurso no país.

Ao final dos painéis, os mediadores de cada mesa reuniram-se com todos os convidados para as conclusões finais do evento. Houve, ainda, a performance ao vivo do artista Lucas Alves, que esquematizou em uma ilustração as principais conclusões dos grupos. Esta foi a primeira edição no Brasil do evento Impulsionando o Progresso Juntos, que já contou com outros cinco encontros.

Outros press releases

Contatos

Aqui você encontra os contatos da Assessoria de Imprensa da Shell Brasil.

Últimos press releases

Veja nossos últimos press releases, acesse nossa bilbioteca de imagens e vídeos e descubra como você pode entrar em contato com o time de Assessoria de Imprensa da Shell Brasil.

Você também pode gostar

Centro de investidores

Mantenha-se atualizado com o preço de nossas ações, resultados trimestrais e próximos eventos (abre no Shell.com em inglês).

Relatórios anuais e publicações

Publicamos o Relatório de Sustentabilidade da Shell desde 1998. Nosso objetivo é manter nossos valores de transparência e honestidade, além mostrar como contribuimos para o desenvolvimento sustentável.

Siga-nos

Mantenha-se atualizado com os projetos da Shell via RSS, alertas por e-mail, Twitter ou através de nosso aplicativo (abre no Shell.com em inglês).