“Prometheus – A tragédia do fogo” e “Cine Camaleão – A boca do lixo” são recordistas. Cada peça recebeu três indicações. A surpresa foi Paulo Faria que disputa nas três categorias cuja peça Cine Camaleão foi indicada. Concorre como melhor Autor e, em parceria com F.E. Kokocht, também compete aos prêmios de melhor Cenário e melhor Figurino.

A homenagem desta edição do Prêmio Shell de Teatro será prestada à Mariangela Alves de Lima pelos seus 40 anos dedicados à crítica e à pesquisa do teatro brasileiro. Em 1978, Mariangela escreveu História das Ideias, uma documentação sobre a companhia Teatro de Arena de São Paulo. O Nacional e o Popular na Cultura Brasileira, escrito em 83, faz uma reflexão sobre o cenário cênico nacional.

Em cartaz durante 2011

Em agosto de 2011, foram divulgados os indicados ao Prêmio Shell de Teatro do primeiro semestre. O espetáculo “Luis Antonio – Gabriela”, documentário cênico inspirado na história familiar do próprio autor e diretor da peça, recebeu o maior número de indicações: Autor (Nelson Baskerville e Verônica Gentilin), Direção (Nelson Baskerville), Ator (Marcos Felipe) e Figurino (Camila Murano).

Nesta edição, fizeram parte do júri de São Paulo: Alexandre Mate (professor e pesquisador teatral), Marici Salomão (autora teatral e jornalista), Mario Bolognesi (professor e pesquisador de teatro), Noemi Marinho (atriz, dramaturga e diretora) e Valmir Santos (jornalista).

Premiação

Criado em 1989, o Prêmio Shell de Teatro é ponto de referência nos palcos brasileiros. Em cada edição do prêmio são divulgadas duas listas de indicados. Os espetáculos selecionados na primeira fase estrearam em São Paulo entre os meses de janeiro e junho de 2010. Confira o regulamento no site.

Os vencedores de cada categoria recebem uma escultura em metal do artista plástico Domenico Calabroni, com a forma de uma concha dourada, inspirada na logomarca da Shell, e uma premiação individual de R$ 8 mil (oito mil reais). A premiação é oferecida aos maiores destaques da temporada teatral, no Rio de Janeiro e em São Paulo, separadamente, em nove categorias: Autor, Diretor, Ator, Atriz, Cenário, Iluminação, Música, Figurino e Especial.

Confira a lista completa de indicados ao 24º Prêmio Shell de Teatro de São Paulo:

Autor:
(2º semestre)
Gustavo Colombini por “O silêncio depois da chuva”
Paulo Faria por “Cine camaleão – A boca do lixo”
(1º semestre)
Leonardo Moreira por “O jardim”
Nelson Baskerville e Verônica Gentilin por “Luis Antonio - Gabriela”

Direção:
(2º semestre)
José Fernando de Azevedo e Lucienne Guedes por “Cidade fim/ Cidade coro/ Cidade reverso”
Marcio Aurélio por “A ilusão cômica”
(1º semestre)
Cibele Forjaz por “O idiota – uma novela teatral” 
Leonardo Moreira por “O jardim”
Nelson Baskerville por “Luis Antonio – Gabriela”

Ator:
(2º semestre)
Jarbas Homem de Mello por “ Cabaret”
Rodrigo Bolzan por “Oxigênio”
Vinícius Meloni por “Cidade fim/ Cidade coro/ Cidade reverso”
(1º semestre)
Marcos Felipe por “Luis Antonio - Gabriela”
Roney Facchini por “Menecma”

Atriz:
(2º semestre)
Lavínia Pannuzio por “A ilusão cômica”
Roberta Estrela D’Alva por “Orfeu mestiço – Uma hip-hópera brasileira”
(1º semestre)
Ester Laccava por “A árvore seca”
Lavínia Pannuzio por “A serpente no jardim”

Cenário:
(2º semestre)
F. E. Kokocht e Paulo Faria por “ Cine camaleão – A boca do lixo”
Marisa Bentivegna por  “O silêncio depois da chuva”

(1º semestre)
Laura Vinci por “O idiota – uma novela teatral”
Marisa Bentivegna por “O jardim”

Figurino:
(2º semestre)
F. E. Kokocht e Paulo Faria por “ Cine camaleão – A boca do lixo”
Márcio Medina e Carol Bedra por “ Prometheus – A tragédia do fogo”
(1º semestre)
Camila Murano por “Luis Antonio - Gabriela”
Joana Porto por “O idiota – uma novela teatral”

Iluminação:
(2º semestre)
Paulo Cesar Medeiros por “Cabaret”
Rodolfo García Vázquez e Leonardo Moreira Sá por “ Cabaret Stravaganza”
(1º semestre)
Alessandra Domingues por “O idiota – uma novela teatral”  
Marcos Felipe e Nelson Baskerville por “Luis Antonio - Gabriela”

Música:
(2º semestre)
Eugênio Lima e Roberta Estrela D’Alva por “Orfeu mestiço – Uma hip-hópera brasileira”
Gregory Slivar por “Prometheus – A tragédia do fogo”
(1º semestre)
Beto Quadros por “Um dia ouvi a lua”
Luis Aranha por “Marulho: o caminho do rio...”

Categoria especial:
(2º semestre)
Grupo Barracão Teatro pela pesquisa e criação de “Diário baldio – Um espetáculo de máscaras”
Grupo Teatro Popular de Ilhéus pela sátira em cordel em “O inspetor geral”
Jean Pierre Kaletrianos pela preparação vocal de “Prometheus – A tragédia do fogo” 
(1º semestre)
Grupo Tapa pela defesa da política de repertório no projeto “O repertório de verão, Grupo Tapa e Cia”

Homenagem:
Mariangela Alves de Lima pelos 40 anos de trabalho ininterrupto e inestimável, dedicado à crítica e à pesquisa do teatro brasileiro.

press releases 2016

Contatos

Aqui você encontra os contatos da Assessoria de Imprensa da Shell Brasil.

Últimos press releases

Veja nossos últimos press releases, acesse nossa bilbioteca de imagens e vídeos e descubra como você pode entrar em contato com o time de Assessoria de Imprensa da Shell Brasil.

Você também pode gostar

Centro de investidores

Mantenha-se atualizado com o preço de nossas ações, resultados trimestrais e próximos eventos (abre no Shell.com em inglês).

Relatórios anuais e publicações

Publicamos o Relatório de Sustentabilidade da Shell desde 1998. Nosso objetivo é manter nossos valores de transparência e honestidade, além mostrar como contribuimos para o desenvolvimento sustentável.

Siga-nos

Mantenha-se atualizado com os projetos da Shell via RSS, alertas por e-mail, Twitter ou através de nosso aplicativo (abre no Shell.com em inglês).