O espetáculo “Crônica da casa assassinada”, adaptação do livro de Lúcio Cardoso que fala sobre a decadência de uma tradicional família mineira, foi o recordista de indicações no primeiro semestre. A peça foi indicada nas categorias de melhor Direção e Figurino (Gabriel Villela), Cenário (Márcio Vinícius) e Iluminação (Domingos Quintiliano).

Confira a relação completa dos indicados do primeiro semestre do 24º Prêmio Shell de Teatro do Rio de Janeiro:

Autor:
Felipe Rocha por “Ninguém falou que seria fácil” 
Pedro Bricio por “Me salve, musical”

Direção:
Daniel Herz por “Adultério”
Gabriel Villela por “Crônica da casa assassinada” 

Ator:
Charles Fricks por “O filho eterno”
Gilberto Gawronski por “Ato de comunhão”
José Mayer por “Um violinista no telhado”

Atriz:
Debora Olivieri por “Rosa”
Letícia Isnard por “A estupidez”

Cenário:
Fernando Mello da Costa por “Um coração: fraco”
Lipiani e Lídia Kosovski por “Cozinha e dependências – Um dia como os outros”
Márcio Vinícius por “Crônica da casa assassinada”

Figurino:
Flavio Graff por “Outside: um musical noir”
Gabriel Villela por “Crônica da casa assassinada”

Iluminação:
Aurélio de Simoni por “O filho eterno”
Domingos Quintiliano por “Crônica da casa assassinada”

Música:
André Aquino e João Bittencourt por “R&J de Shakespeare, juventude interrompida”
Marcelo Castro por “Um violinista no telhado”

Categoria especial:
Marcia Rubin pela direção de movimento dos espetáculos “Escola do escândalo”, “O filho eterno” , “A lua vem da Asia” e “Outside: um musical noir”.
Teatro do Pequeno Gesto pela publicação da revista Folhetim dedicada a Nelson Rodrigues e sua manutenção ao longo de 13 anos.

Os espetáculos selecionados nesta primeira fase estrearam no Rio de Janeiro entre janeiro e junho de 2011 e completaram o número mínimo de apresentações para serem elegíveis, de acordo com o regulamento.

A lista de indicados para o 24º Prêmio Shell de Teatro de São Paulo para espetáculos que estrearam durante o primeiro semestre será divulgada no próximo dia 11.

Premiação

Os vitoriosos de cada categoria receberão uma escultura em metal do artista plástico Domenico Calabroni, com a forma de uma concha dourada, inspirada no logotipo da Shell, e uma premiação individual de R$ 8 mil (oito mil reais).

Criado em 1989, o Prêmio Shell de Teatro é ponto de referência nos palcos brasileiros. Ele é oferecido aos maiores destaques do ano, no Rio de Janeiro e em São Paulo, separadamente, em nove categorias — Autor, Diretor, Ator, Atriz, Cenografia, Iluminação, Música, Figurino e Categoria Especial.

O júri do Rio de Janeiro é formado por Fabiana Valor (atriz e bailarina), Helena Varvaki (atriz e professora), João Madeira (diretor do grupo AfroReggae), Macksen Luiz (crítico teatral) e Sérgio Fonta (dramaturgo, diretor e ator).

press releases 2016

Contatos

Aqui você encontra os contatos da Assessoria de Imprensa da Shell Brasil.

Últimos press releases

Veja nossos últimos press releases, acesse nossa bilbioteca de imagens e vídeos e descubra como você pode entrar em contato com o time de Assessoria de Imprensa da Shell Brasil.

Você também pode gostar

Centro de investidores

Mantenha-se atualizado com o preço de nossas ações, resultados trimestrais e próximos eventos (abre no Shell.com em inglês).

Relatórios anuais e publicações

Publicamos o Relatório de Sustentabilidade da Shell desde 1998. Nosso objetivo é manter nossos valores de transparência e honestidade, além mostrar como contribuimos para o desenvolvimento sustentável.

Siga-nos

Mantenha-se atualizado com os projetos da Shell via RSS, alertas por e-mail, Twitter ou através de nosso aplicativo (abre no Shell.com em inglês).